Acne da Mulher Adulta.

Se você já passou dos 20 anos e continua apresentando espinhas, saiba que não acontece só com você!

A acne da mulher adulta apresenta alta prevalência: afeta aproximadamente 40% das mulheres adultas, segundo alguns estudos.

Freepik

Pode estar associada a:

– Alterações hormonais: condições que cursam com hiperandrogenismo, ou seja, que aumentam a produção de hormônios masculinos, como a síndrome do ovário policístico e a Hiperplasia adrenal congênita, forma não clássica.

– Erros na rotina de cuidados com a pele: uso de cosméticos muito oleosos na face, deixar que os produtos para cabelos como creme de pentear e condicionador escorram para a face, não retirar maquiagem para dormir.

– Má alimentação: consumo abusivo de leites e derivados – atenção para whey protein! –  e de açúcar, carboidratos refinados no geral.

– Estresse.

– Alguns medicamentos, como esteróides anabolizantes, altas doses de vitamina B e certos anticoncepcionais.

– Também há associação com exposição solar excessiva, antecedente familiar de acne e tabagismo.

 Diferente da acne que ocorre na adolescência, a acne da mulher adulta acomete preferencialmente o terço inferior da face e pescoço, apresenta mais lesões inflamatórias e menos comedos (cravos).

Quando não tratada, pode durar vários anos, evoluir com a formação de cicatrizes e causar impacto psicológico.

O tratamento dependerá da causa. Podemos indicar uma rotina de produtos corretos para uso diário, melhora da alimentação, controle de estresse e medicamentos via oral. Estes últimos podem ser: ciclos de antibióticos de curta duração para melhora da acne inflamatória, utilização de anti-androgênicos como Espironolactona ou ainda Isotretinoína via oral. Há peelings e ponteiras de laser que também auxiliam no tratamento da acne.

Converse com o seu dermatologista e fique com a pele linda!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *