Um papo sobre Aromaterapia.

Quando se fala em aromaterapia, a maioria das pessoas imaginam o cheiro, o perfume.

Os aromas estão ligados diretamente com a nossa memória. De repente você sente um determinado aroma e lembra imediatamente de alguém, de um lugar ou até mesmo de uma ocasião. E que pode nos deixar mais alegres ou saudosos ou com sensação de repugnância.

 

O cheiro é tão importante nas nossas vidas que usamos termos como:

SE O CHEIRO É BOM, A COISA É BOA
ISTO NÃO ME CHEIRA BEM,
TEMPEROS QUE DÃO ÁGUA NA BOCA, ETC.

 

 

 

 

Podemos reconhecer um alimento se está bom ou impróprio para consumo através do aroma exalado pelo alimento.

O olfato é muito importante em nossas vidas. Quem não tem olfato não tem Paladar. Quem tem problemas respiratórios não consegue se concentrar direito.

Os aromas influenciam o nosso astral. O sentido do olfato age principalmente. No nível subconsciente, os nervos olfativos estão diretamente ligados com a parte mais primitiva do cérebro, o sistema límbico.

Experiências feitas com animais feridos no focinho revelaram que eles perdem a capacidade de discernimento comendo tudo que aparece. Crianças com obstrução nasal tem mais dificuldade para fixar a atenção.

A AROMATERAPIA é um tratamento feito com a utilização de ÓLEOS ESSENCIAIS.

Os óleos essenciais são a parte mais pura que habita em uma planta, são hormônios puros obtidos através de DESTILAÇÃO ALQUÍMICA.

Nós, aromaterapêutas e amantes da aromaterapia comparamos os óleos essenciais, à alma das plantas. A quintessência, o connuctio (união com Deus).

Os óleos essenciais são altamente antissépticos, curativos, utilizados em todo tipo de doença.

 

 

Eles agem em três níveis no organismo.

FÍSICO – quando aplicados diretamente no corpo para desinfetar (bactérias, fungos, vírus), secar e ajudar na cicatrização, hidratação da pele, etc).

SUTIL –    como na homeopatia (doses pequenas diárias) utilizando como óleo para massagem (óleo essencial diluído em óleo vegetal).

MENTAL –  Efeitos a partir dos aromas (inalação).

Foto da Capa: Pixabay

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *